Translate

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Aventura no Pantanal


Ufa! Terminei... uma etapa, pelo menos! A imagem aí de cima é uma amostra de como pretendo publicar meu livro infantil Uma incrível amizade. E que amizade é essa? Vamos começar pelo começo.

Ano passado fiquei sabendo de um concurso internacional de ilustração, promovido pela Fundação SM, de Madri, com a participação de ilustradores de todos os continentes. O desafio era ilustrar uma história para crianças de seis a oito anos. Haveria uma única premiação e o trabalho escolhido se transformaria em um livro de vinte e quatro páginas a ser publicado na Espanha. Aceitei o desafio sabendo da baixa perspectiva de vir a ser o ganhador, como de fato não fui. Frustração? Não, ao contrário, muita satisfação por ter criado uma bela história e desenvolvido ilustrações encantadoras.

Logo que decidi participar, procurei encontrar um tema para a história. Não precisei procurar muito, a amizade bateu à minha porta. Iria escrever uma história sobre amizade. Resolvido isso, fiquei pensando na melhor forma de falar sobre o tema e acabei decidindo-me a não colocar humanos na história. Se não iria utilizar humanos, o melhor então seria usar animais. Qual animal melhor representa a amizade? Não precisei pensar muito para chegar ao cachorro, o que me fez afastar logo a idéia, parecia muito óbvio e corriqueiro. Queria utilizar animais que não remetessem de imediato ao tema. Deixei os domésticos de lado e parti para os selvagens, o que me levou a escolher o Pantanal do Mato Grosso como cenário. Daí ao tuiuiú foi quase automático. Pensei também na capivara, no tamanduá, na sucuri e me detive no jacaré. Seria ele um animal a ser associado facilmente com amizade? Parecia que não, mas depois de pesquisar um pouco fiquei sabendo que os jacarés são os animais selvagens que mais se aproximam de uma família, os que melhor cuidam de seus filhotes. Resolvi então que os personagens principais seriam um tuiuiú e um jacaré. Pablo, o jacaré, e Henrique, o tuiuiú, provam que a amizade está acima de qualquer diferença.

Finalizei as ilustrações, finalizei o texto e o layout do livro, resta agora apenas a via sacra para conseguir uma editora. Estou batalhando para isso, pois, afinal, para que serve uma história se não chegar às mãos das crianças? Desejem-me sorte!

Nenhum comentário: