Translate

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Perfil esteticístico-político dos candidatos


Olá, bom dia, mooorniiiing! Aqui é Gorethe Virtual, a sua pérsonal esteticística mais comentada do Brasil - tanto com “z” quanto com “s”. Olhaí princess e princesas, outubro está chegando e junto com ele as eleições municipais nos municípios e capitais! E você sabe o que isso significa esteticisticamente falando – ruas emporcalhadas com santinhos de mau gosto e aquele amontoado de cavaletes com as caras mais medonhas, de botar medo em marmanjo, quiçá em crianças. Mas não é disso exatamente que eu quero tratar e sim dos candidatáveis a prefeito da nossa querida SP. Já vou avisando que nenhum deles contratou meus serviços de pérsonal esteticística, consequentemente, temos que encarar esse desastre estético-político.  Chega de conversa e preambulagens e vamos direto às análises dos principais coitadinhos.

Celso Tá Russo, mano! – já repararam na carinha de Edward Mãos de Tesoura do nosso líder nas pesquisas de intenção de voto? Tadinho, se não ganhar a eleição pode tentar trabalhar como vampiro em fita de terror. O cara-pálida não tem uma gota de sangue! Ele diz que a Universal Church não tem nada a ver com a campanha dele e a gente finge que acredita. Se não tivesse money do velho Macedo ele teria que se contentar com as suas aparições na Bus TV, aquela televisãozinha que fica muda dentro dos ônibus passando letreiro que ninguém lê de tão apertado o buzão. Eu, se fosse a Universal Church, daria uma melhoradinha no visual vamp do defensor dos consumidores que agora está tentando defender o seu. Quem sabe uma intervenção no cabelo, tipo Edward ou uma sessão de doação de sangue pra deixar ele mais coradinho. Já que programa de governo ele não tem mesmo, só programa de televisão, podiam dar uma mexida fashion nos seus terninhos de formatura. Uma coisa assim meio o cantor Falcão, entende?



Zé Motosserra – Olha ele aí de novo, com a mesma cara de Homer Simpson, mas sem a cerveja e o controle remoto. Não é possível, entra eleição e sai eleição e nenhum marqueteiro põe um fim naquelas enormes bolsas embaixo dos olhos, ninguém bota um aplique naquela careca manjada! O próprio FHC comentou que a populaça já está cansada de PSDB na prefeitura. Acho que o povão está cansado é de olhar a cara de cansado do Motosserra e aquele discursinho de que trabalha 32 horas por dia. Cá pra mim, ele está precisando é de diversão e não de rejeição. Só não pode é ver jogo do Palmeiras, né Motosserra, senão da deprê e aumenta ainda mais os bolsões oculares. Uma boa sacada seria virar corintiano, esquecer o passadão de refugiado no Chile e promoter um bilhete único só de ida pra levar toda a galera corintiana da Zona Leste pro Japão no final do ano. Outra coisa: para de tentar jogar bola senão você fica sem sapatos pra continuar a campanha!


Enem Maldad – Mais um estreante. Da pena de ver o que papai Lula e mamãe Dilma fizeram com ele, tiraram o topete classe média alta e deixaram o coitado com a cara do incrível Hulk. Podiam, pelos menos, pintar o Enemzinho de vermelho pra ficar mais coerente com o partido. Deixa pra lá, Enem Maldad já anda muito nervoso porque está caindo nas pesquisas e não consegue agradar estudantes do ensino médio, muito menos os pais deles, por causa das trapalhadas que fez com as provas de mesmo nome. Com toda a educação ele diz que isso é página virada, vai fazer comício no Itaim Paulista e agradece aos moradores do Itaim Bibi... tudo bem, pequena confusãozinha aproveitada pelazelites. Precisam arrumar uns ternos melhores para o Maldad, ele já é grandão e ainda arrumam terno largo, ele fica folgando lá dentro, parecendo um astronauta; bom, vai ver é estratégia pra quando ele virar Hulk não rasgar o terno. E pra ele virar Hulk é preciso ficar muito nervoso e quer ver o companheiro ficar nervoso é falar essa palavrinha perto dele: mensalão!


Paulinho sem Força – Esse aí é figurinha carimbada, é só colocar um bigode que ele fica a cara do Rivelino, não o acabadaço aí da foto e sim quando ainda era atleta. Estamos diante do típico caso de sindicalista que volta a usar o figurino sindicalista quando está em campanha, fora dela fica todo engomadinho e não quer saber de suor de metalúrgico, só dos gabinetes e da boa vida. Já teve melhores momentos e também piores na mídia. Hoje, não fede e nem cheira, por isso está tão bem colocado nas pesquisas. O que se pode fazer para melhorar o bofe esteticísticamente falando? Da minha parte nada, acho melhor ele ir pedir uns conselhos para o Vicentinho língua presa.


Chalita, o pensador Tinha que ter um intelectual na campanha. Com essa carinha de Roger Federer ele não pode negar que é daselites. Engomadinho, cheirosinho não vai muito longe. Se quiser sair da insignificante posição vai ter de encarar boteco, comer pastel oleoso e limpar no terno de grife. Aconselho o Chalitinha a comprar uma imitação de terno de grife na 25 de Março ou trazer um de Ciudad de Leste que ele nem deve saber onde fica, se sabe, nunca pensou sequer em passar por perto. Meu amor, quer um conselho? Não perde tempo com esse negócio de campanha, volta pra casa, vai escrever seus livrinhos e discutir o sexo dos anjos com outros caras cabeças bem-vestidos e perfumados ou, melhor ainda, pega uma raquetinha de ping-pong e vai bater umas bolinhas com o suíço milionário nas horas vagas. É bem melhor do que comer pastel oleoso e pisar na lama da periferia, cê não acha?


Ah cansei, pensa que é fácil analisar tanto homem junto? Se tivesse pelo menos uma colega aí no meio pra quebrar um pouco o tom. Espera aí que a produção tá me dizendo que tem uma tal de Soninha fã de cinema na disputa, mas vê se eu vou gastar meu precioso tempo com Soninha, essa desconhecida. 

Nenhum comentário: