Translate

quinta-feira, 12 de março de 2015

Uma janela para o futuro


No dia 10 de dezembro do ano passado minha mulher e meu filho estavam em um ônibus rumo a Cachoeiro de Itapemirim, em visita à minha sogra. Meu filho iria passar alguns dias com a avó e aproveitar para descansar depois de um ano de muito estudo. Na madrugada do dia 11, ao invés de dormir, ele estava tentando consultar a lista de aprovados da FEI - Faculdade de Engenharia Industrial, onde tinha prestado vestibular para engenharia mecânica. Depois de várias tentativas ele conseguiu acessar a lista e teve a sua primeira decepção antes de chegar ao destino, seu nome não estava na lista. Mal sabia que o sofrimento maior os aguardava em Cachoeiro.

Quando chegaram, a empregada já os esperava com a notícia de que minha a sogra havia sido internada por causa de um furúnculo e que, infelizmente, tivera uma parada cardíaca e estava na UTI. Não tiveram nem tempo de guardar as malas, foram direto para o hospital. Ao vê-los, ela teve uma melhora e manifestou a vontade de voltar para casa. Os médicos disseram que só a liberariam depois que o problema estivesse controlado. 

À tarde eles voltaram ao hospital, mas o quadro se agravou. Recebi a ligação do meu filho dizendo que ela falecera. Foi um choque muito grande para nós três, principalmente para ele. Fui às pressas para Cachoeiro mas não consegui comparecer ao enterro. Ficamos lá mais uma semana para cuidar de todos os preparativos e, quando voltamos, não tínhamos ânimo nenhum para as festas de fim de ano.

Passados três meses,  eu e minha mulher fomos à FEI para finalizar o processo de matrícula do nosso filho. Em 31 de julho, dia em que ele completa 18 anos, ele começa sua trajetória no curso de engenharia que tanto sonhou!

A vida é maravilhosa por sempre renovar nossas esperanças, mesmo depois de sofrermos perdas irreparáveis. No começo do ano recebi um e-mail da FEI comunicando que ele fora aprovado na segunda lista. A foto acima foi tirada da varanda do apartamento que ele dividirá com o dono do apartamento, um estudante de pós-graduação da mesma instituição. Graças a Deus esta janela se abriu para ele e nós,como pais, estamos realizados por ver todos os nossos esforços recompensados. Daqui para frente é com ele, eu e minha esposa estaremos na retaguarda sempre e temos certeza que ele fará tudo para, cada vez mais,  honrar esta camisa que ele começou a vestir!


Nenhum comentário: