Translate

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Making of do Farfala

No dia 14 de julho de 2017, foi ao ar a primeira tira do Farfala, um cachorro pauliticamente incorreto. Vira-lata nascido nos fundos de um boteco no Bexiga, de sangue italiano, tremendamente falante, machão por natureza, feio e completamente sem classe. Farfala adora andar pelas ruas de São Paulo, se metendo em tudo que não lhe diz respeito. Fumante inveterado das guimbas que encontra pelo caminho, aprecia também uma boa cachaça e não perde uma oportunidade de avacalhar com os cachorros de raça (tudo viado!) que encontra pelo caminho. Odeia ser chamado de "dog" e "fofo" e não tem a menor cerimônia em fazer xixi, cocô, peidar e arrotar em público. Sonha em ser descoberto pela máfia siciliana e, finalmente, virar celebridade. 

O processo criativo não foi muito longo pois já vinha com a ideia há algum tempo. Estava com o perfil dele todo estruturado na minha cabeça, só faltava passar para o papel.

Os primeiros traços estavam bem distantes do que pretendia, mas foram fundamentais para o resultado final porque quebraram a preguiça de começar. 

A partir daí fiquei mais à vontade e a personalidade dele foi tomando conta e se instalando bem do jeito que ele gosta: intrusamente. 


Acabei chegando ao resultado que queria: um cachorrinho de pequeno porte invocado como todo baixinho e sem papas na língua. 

Incrível como vieram ideias de argumentos para tirinhas, numa avalanche que eu não conseguia conter. Cada uma que vinha eu escrevia a lápis nas páginas onde estava desenhando, ainda à procura da forma ideal.
Quando fui ver o Farfala já tinha tomado conta de mim a ponto de nascer de cesariana e prematuro. Sem perceber, já estava com o layout da primeira tirinha pronto e disparando pelo WhatsApp.

Já vi que esse pentelho não vai me dar sossego!







Nenhum comentário: